Cabelos de personagens inspiradores: Adaline e Katniss

Mulher sempre observa tudo, pelos menos boa parte delas adora reparar nos figurinos e cabelos das personagens. Podem parecer detalhes, mas são essenciais para “montar” um personagem, deixam os filmes mais bonitos e podem nos inspirar. Histórias com fortes personagens femininas sempre me chamam a atenção. As escolhidas de hoje para o meu post mix de cultura e beleza são Adaline e Katniss. Vem acompanhar mais sobre elas.
A incrível história de Adaline

O filme passa por várias décadas e a personagem principal, Adaline, continua lá linda e com belos cabelos. A história mostra a vida dessa personagem que aos vinte e poucos anos para no tempo, a mocinha não envelhece. O enredo não é exatamente original, nem a explicação verossímil, mas o filme é bonito. Traz Blake Lively mostrando que a juventude eterna não é a maravilha que muitas pensam, a jovem não tem rugas, mas também não tem companhia. Não consegue estar sempre presente na vida da filha e foge dos romances.

Adaline vai se adaptando ao passar dos anos e nós vamos acompanhando uma mudança de figurino e cabelos. O lindo tom loiro permanece, mas o comprimento e volume mudam. No começo os cachos armados estão presentes. Quando ela vai se modernizando, o cabelo ganha comprimento e fica mais liso. Tudo sem deixar o estilo vintage de quem viveu décadas anteriores, ou seja, ainda vai ter penteado e glamour. A delicadeza da protagonista aparece em tranças, rabos de cavalo ou apenas em pontas modeladas. Você pode ficar com vontade de pensar mais nos cabelos antes de sair de casa. Um penteado, mesmo que simples, dá outra cara ao look. Os de Adaline são fáceis de reproduzir e usar por aí. Seguem algumas fotos para inspirar.

A história da personagem começa nos anos 20 e corre pelas décadas, sempre estilosa.

 

E termina em 2015.

Ah, quando a personagem se rende ao amor é para fazer um belo par com Michiel Huisman ( Adaline espertinha, roubando o amante da Khaleesi!). O romance é gostoso de acompanhar, junto as confusões que esconder um segredo podem causar. O filme esteve nos cinemas no início de 2015, mas eu assisti há pouco tempo no Netflix. Blake Lively na vida real não foge muito do longo loiro, mudando apenas com penteados em noites de gala. Segue o trailer para quem ainda não viu ou para rever.

 

Jogos Vorazes: A esperança – O Final

 

 

Minha afeição aos personagens vem dos livros, a história dos distritos oprimidos pela Capital me encantou. Apesar dos livros serem considerados juvenis a história é profunda, me faz parar para pensar. Virei fã ( o pessoal do trabalho, minha irmã e minha vó também, todos apegados aos  livros!).  

Comparar o roteiro da saga com o mundo em que vivemos é inevitável, ver como a batalha pelo poder causa tanta dor e mortes. Em alguns momentos me senti como um tonto de Panen e em outros como um explorado dos distritos. A minha realidade está longe de ser dura como a encontrada no distrito 12, mas se nos colocarmos como povo, seja no Brasil ou em várias outras partes do mundo, vemos a similaridade. Quantas guerras sem sentido algum para aqueles que estão morrendo estão acontecendo nesse momento, quanta exploração e disparidade social. Por isso, ver a esperança depositada em Katniss é tão apaixonante.

O último filme mostra a Katniss Everdeen mais madura, mais ainda cheia de incertezas e medos. Katniss é apenas uma jovem sobrevivente, que batalha pelos que ama, e sua batalha parece nunca ter fim. Neste último longa a personagem persegue seu desejo de acabar com o Presidente Snow, só que no caminho ela enfrenta mais dor convivendo com um Peeta transtornado, perigoso e triste. O caminho até a Capital é transformado em mais uma arena e nela ficam alguns personagens. Mesmo já esperando por algumas mortes, quando elas chegam dá uma dorzinha, afinal aqueles personagens já moravam no coração (no nosso e no de Katniss). O filme traz ação e um longa mais triste e escuro que os anteriores. Katniss enxerga que o verdadeiro inimigo está na sede por poder e o conforto pode estar no ronronar de Buttercup. Minha única decepção ficou por conta das cenas finais muito românticas, o foco saiu da grande dor carregada por Katniss ao tentar superar os pesadelos das lembranças para o final bonitinho. Para quem gosta de acompanhar as críticas dos filmes, são muitas por aí, uma que eu gostei muito de ler foi do Gui, do moldando afeto.   
Agora focando no visual de Jennifer Lawrence no filme, a beleza de Katniss está na naturalidade, mostrando castanhos poderosos. Neste filme os penteados extravagantes não apareceram, a protagonista aparece boa parte do filme com seus cabelos soltos e em momento de batalha com sua conhecida trança. A personagem fez muita gente voltar a trançar os cabelos e, não é só ela a adepta no filme, Prim aparece com longas tranças loiras. A trança da Katniss guerreira é simples, com apenas torcidinhos laterais e alguns cachos soltos na frente, praticidade e beleza para o tordo.

Katniss no filme atual:

Mais Katniss, em toda a saga:

E um pouco de Jennifer, que é camaleoa e sempre linda (aqui em editoriais e outros personagens marcantes).

O trailer, para dar vontade de correr para o cinema, ou só para espiar a trança da Prim:

Ah, pode haver esperança para os fãs, clica aqui.

E você já assistiu os filmes? Quais personagens te inspiram?

 

Beijos,

Luana Alves

Um comentário sobre “Cabelos de personagens inspiradores: Adaline e Katniss

  1. Pingback: Cabelos de personagens inspiradores: Masterchef Brasil | Beleza à Porta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s